historia
Fabricamos papelcartão para embalagens e aplicações gráficas, com fibras recicladas (pós-industrial e pós-consumo) e fibras virgens certificadas e controladas. Nossa linha de produtos tem vida.

Temos selo verde e histórias pra contar. Transformamos, reciclamos, nos reinventamos. Um eterno recomeço.

Ontem fizemos chapéu; hoje, papel, um papelcartão cheio de possibilidades. Gostamos de experienciar, de cocriar, de entregar com qualidade produtos e relações que ampliem o mercado. 

Passado, presente e futuro de transformação.

Em 2022 celebramos os 70 anos da Papirus. Nossos fundadores atravessaram o oceano e começaram uma indústria que sempre gostou de transformar. Nossas sete décadas embalam histórias de dna transformador, relações de valor e flexibilidade. Estamos comemorando muito mais que os 70 anos.

Celebramos um passado de conquistas, um presente de protagonismo na economia circular e um futuro de transformação que faz brilhar o olho de cada pessoa envolvida com o nosso trabalho. Confira nosso resgate histórico na apresentação abaixo. Ele será atualizado conforme formos publicando nas redes sociais.

A Papirus foi fundada em 1952, quando a família Ramenzoni, de origem italiana e grande tradição na fabricação de chapéus (Ramenzoni) e camisas (Bantan), decidiu produzir também a matéria-prima para embalar seus produtos. Adquiriu então uma fábrica de papelcartão no interior de São Paulo, que em poucos anos se tornou o principal negócio da família.

Em 1972, construiu sua planta industrial atual, em Limeira, a 131 km de São Paulo.

×

Powered by WhatsApp Chat

×